Selo de Melhor Praia
Quarta, 30 de Janeiro de 2008

As Maravilhas de Pernambuco: Piscinas Naturais de Porto de Galinhas (JCommercio)

As Piscinas Naturais de Porto de Galinhas atraem turistas dos quatro cantos do mundo. A praia foi eleita sete vezes consecutivas a melhor do Brasil

Todos os dias é a mesma coisa: uma porção de jangadeiros se concentra na Praia de Porto de Galinhas, na altura da Praça das Piscinas Naturais, para convidar os turistas a fazer o passeio de jangada, que leva aos recifes de corais e, claro, às piscinas naturais – que merecidamente figuram entre as maravilhas de Pernambuco. Horário exato para conhecê-las não existe (a saída depende da maré), mas certo é que quem passa por essa marca registrada do balneário tem vontade de ficar pelo local por muito mais que meia hora, tempo médio programado pelos jangadeiros.

Deleitável, a passagem pelas piscinas naturais tem que ser feita num período em que o movimento das águas do mar não esteja tão brusco. A maré não deve estar alta. Nem baixa demais. O meio termo é ideal para as jangadeiros juntarem não mais que dez pessoas numa jangada que vai de encontro aos rochedos. Do raso até as piscinas, levam-se aproximadamente cinco minutos.

Quem quiser tem a opção de mergulhar com snorkel (aquele tubinho que permite a respiração na superfície, sem precisar tirar a cabeça da água) e máscara para apreciar de perto cada detalhe dos peixes coloridos. Mas também dá para observá-los a olho nu. Uma atração à parte é alimentá-los com a ração fornecida pelos jangadeiros. É proibido dar outra comida, para não prejudicar o desenvolvimento deles. O tempo também permite explorar a pé as piscinas de corais, mas convém usar calçados náuticos devido à presença de ouriços incrustados nos recifes.

Na praia eleita sete vezes consecutivas como a melhor do Brasil, as piscinas são limpas, mornas e cristalinas. Até podem ser comparadas a um aquário gigante com vários tanquinhos de águas mornas. Entre eles, um tem o formato do mapa do Brasil, que chama muito a atenção dos banhistas, que não podem nem pensar em fazer piquenique sobre os rochedos, já que a Prefeitura de Ipojuca preza o habitat.

Nos fins de semana, principalmente durante a alta temporada, é comum as piscinas naturais ficarem lotadas de gente. Mas de segunda a sexta, o fluxo é menos intenso e, por isso, dá para mergulhar com mais sossego. Na jangada, dá para conhecer pessoas que vêm de várias partes do Brasil. E há estrangeiros de sobra: eles vêm da Argentina, dos Estados Unidos, de Portugal, da Alemanha e de outros países europeus. Os portugueses formam a maioria, até porque os vôos diários de Lisboa ao Recife ajudam. Mas é grande também o número de franceses e finlandeses.

Para quem deseja registrar os momentos, há vários fotógrafos espalhados pelas piscinas naturais. Eles clicam os banhistas no mar transparente e sobre os recifes, como também fazem fotos dos visitantes debaixo d’água, bem junto do cardume. As imagens podem ser adquiridas num CD, minutos depois do fim do passeio, numa loja especializada que fica na Praça das Piscinas Naturais. Ainda tem os paparazzi, que fazem fotos dos turistas às escondidas e mostram as imagens assim que a aventura termina. Quem gostar compra o material. Os dois serviços não estão incluídos na taxa do trajeto das jangadas, são cobrados à parte.

Depois de visitar as piscinas naturais, se o horário permitir, vale almoçar em um dos restaurantes à beira-mar ou nas proximidades. Quase todos conservam o estilo informal praiano e servem pratos caprichados. O forte são os pescados, como peixe ao molho de camarão servido fumegante numa telha e carne de sol puxada na manteiga.

A Secretaria de Turismo de Ipojuca estima que cerca de 300 mil turistas visitem Porto de Galinhas apenas este mês, um número que representa aproximadamente 20% do fluxo estimado para 2008 – a previsão é de 1,5 milhão de visitantes este ano. Esses números são frutos do marketing feito no exterior. Entre os trabalhos mais recentes de divulgação, está a campanha Vire fã, engatada pelo Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) em novembro do ano passado. A campanha despontou com uma série de ações de marketing em países como Argentina, Portugal e Estados Unidos, o que totalizou um investimento de R$ 7 milhões.

Publicado no Jornal do Commercio em 25.01.2008.

Guia Rápido

Hospedagem

Alimentação

Telefones úteis

Copyright © 2007. Site oficial de Porto de Galinhas. Todos os direitos reservados.